‘Graças a Deus, ele botou a mão. Mais um pouquinho, ela morreria’, diz tio de sobrevivente de desabamento
02/05/2023 12:30 em Notícia

Oito pessoas de uma mesma família estavam no imóvel na hora do deslizamento. Um amigo morreu.

Três dos oito feridos — todos da mesma família — no desabamento de uma casa no Morro da Cotia, dentro do Complexo do Lins de Vasconcelos, na Zona Norte do Rio de Janeiro, já receberam alta. A pequena Valentina, de 5 anos, foi liberada no meio da manhã desta terça-feira (2). “Graças a Deus, ele botou a mão. Mais um pouquinho, segundo o médico, ela morreria”, disse o aeroportuário Matheus Silva Barbosa, 26, tio da menina, ao sair do hospital com a sobrinha.

 

O imóvel de três andares foi destruído por um deslizamento de terra na noite desta segunda-feira (1º), e um homem, o universitário Daniel Linhares Catremo Lapa, de 23 anos e amigo dos moradores, morreu na horaDos feridos, sete são menores de idade — quatro deles crianças pequenas.

 

“Passei a noite aqui. A Valentina disse que estava brincando com o primo Yan quando a casa desabou”, contou Rosimery Silva Barbosa, mãe de Vitória e avó de Valentina e de Lavínia. “Estou dividida entre a minha neta que recebeu alta e a minha outra neta que está internada. Eu estava na casa do meu filho quando ligaram falando que a casa tinha desabado. Foi desesperador. Não tenho nem palavras. Só tenho que pensar nelas. Agora é juntar tudo e reconstruir”, emendou.

 

Matheus estava bastante emocionado com a alta da sobrinha mais velha. “Tem um ditado aí que diz que homem não chora. Quem não chora por uma criança, quando acontece algo desse tipo, não chora por ninguém nem tem coração.” O imóvel ficava na Avenida Menezes Cortês (Grajaú-Jacarepaguá), junto à pista de descida para a Zona Norte, e tinha três andares. Lá vivia uma família de 10 pessoas, mas nem todas estavam lá na hora do acidente.

 

Segundo testemunhas, a residência foi atingida por um deslizamento de terra.

 

As vítimas

 

 

Morto: Daniel Linhares Catremo Lapa, 23 anos, estudante da Unigranrio

 

Feridos:

 

 

  • Lavínia da Silva, 2 anos, filha de Vitória, já liberada do Hospital Souza Aguiar;
  • Rafael Suzano, marido de Rosilene, 36 anos, já liberado do Hospital Salgado Filho;
  • Ravi da Silva, 1 ano, filho de Rawana, internado no Salgado Filho com fratura na perna e cortes na mão e na cabeça;
  • Rawana da Silva, 16 anos, filha de Rosilene e Rafael, internada em estado grave no Salgado Filho após passar por uma cirurgia;
  • Rosilene, mulher de Rafael, internada no Hospital do Andaraí;
  • Valentina da Silva, 5 anos, filha de Vitória, liberada nesta terça do Andaraí com ferimentos na cabeça;
  • Vitória da Silva Barbosa, 21 anos, nora de Rosilene e Rafael, internada no Souza Aguiar com um corte na cabeça e um braço quebrado;
  • Yan, 5 anos, filho de Rosilene e Rafael, internado no Souza Aguiar com fraturas no crânio, no fêmur e nos dedos.

 

 

Rafael e Rosilene têm três filhos: Wallace, Rawana e Yan. Rawana lhes deu um neto, Ravi. Wallace se casou com Vitória e teve dois filhos: Valentina e Lavínia.

 

“Eu costumo dizer que Deus é bom o tempo todo. Deus é maravilhoso que livrou as minhas sobrinhas da morte, a minha irmã também”, disse Matheus da Silva Barbosa, irmão de Vitória da Silva Barbosa e tio de Valentina e de Lavínia.

 

Pelo menos 60 bombeiros de 10 quartéis trabalharam durante a noite para retirar escombros. Os militares também contaram com um cão farejador para procurar soterrados.

 

Parte da Estrada Grajaú-Jacarepaguá foi fechada para que os resgates fossem feitos.

 

Fonte e Imagem G1

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!